Ecommerce conhece vencedores e perdedores, todos os anos. O limite para configurar um negócio Ecommerce é baixo, mas a concorrência é acirrada. Tudo tem que estar certo, caso contrário, toda iniciativa online terá uma morte súbita. No entanto, as lojas virtuais ainda cometem muitos 'erros'. O erro mais básico é não prestar atenção suficiente para otimizar a jornada do cliente. Listamos os 7 erros de erro Ecommerce mais comuns.

Usando uma ferramenta de auditoria de site inteligente, um pesquisador inglês examinou os últimos 1.300 em busca de falhas mais e menos graves. Além disso, quantos 80 erros Ecommerce expor. As varreduras se concentraram principalmente em defeitos estruturais. Muitas oportunidades perdidas no campo de SEO foram identificadas, tanto no conteúdo quanto nas meta descrições e tags de título. Acontece também que existem muitos erros técnicos nos sites, os bots geralmente funcionam mal e o roteamento nem sempre é lógico.

Erros de gravação Ecommerce? É melhor evitá-los em 2020

Além de SEO e tecnologia, ainda existem muitos erros de Ecommerce que lidam com as leis mais básicas do empreendedorismo: uso insuficiente de dados, informações medíocres de produtos e atenção insuficiente à jornada do cliente. Selecionamos 7 erros comuns e listamos como você pode evitá-los.

  1. Plataforma Ecommerce desatualizada

O negócio Ecommerce está mudando na velocidade da luz. As plataformas amplamente utilizadas remontam à 'era pioneira' e oferecem velocidade e recursos insuficientes para competir com a concorrência. Não é um passo fácil, mas é melhor você entrar nele: replataformando.

  1. Conhecimento insuficiente de seus clientes em potencial

Loja física ou plataforma online, o cerne é: conheça seus clientes. O acidente mais dramático de 2019 é Baía de Hudson† A loja de departamentos canadense não entendia o consumidor holandês, de modo que tanto a aventura física quanto a online acabaram sendo um desastre. Aqueles que querem evitar isso fariam bem em continuar a mergulhar no cliente e fazer o melhor uso os dados que os clientes geram offline e online.

  1. Navegação complicada

Os compradores on-line querem encontrar o caminho de maneira rápida e fácil. Se você os enviar para um labirinto, você os perderá para sempre. Coloque-se no lugar do cliente e examine criticamente a jornada que você oferece a ele. Obtenha aconselhamento, se necessário. Novamente, analise os dados.

  1. Conteúdo de segunda

Entre os erros comuns do Ecommerce, o termo 'conteúdo' geralmente aparece. Muitas lojas virtuais pontuam mais do que insuficiente nisso. O conteúdo não condiz com a percepção do público-alvo e dificilmente está sintonizado com a busca e a otimização da conversão. Conselho: monte um calendário de conteúdo para o novo ano e, se desejar, contrate suporte profissional para sua implementação.

  1. Procedimentos de pedido e pagamento pouco claros

Ainda acontece muitas vezes que os clientes se perdem pouco antes do momento supremo, no final do funil de vendas. Não há clareza sobre os procedimentos de pedido e entrega, por exemplo, ou não há nada a ser encontrado sobre garantias ou atendimento ao cliente. Preste a máxima atenção a esta última fase da jornada do cliente e certifique-se de que tudo está certo. Apoie seus clientes com botões compreensíveis e não os incomode com a criação obrigatória de uma conta. Não permita dúvidas sobre a confiabilidade do seu negócio.

  1. Custos ocultos e condições de devolução hostis

Isso ainda acontece com muita frequência: ao concluir seu pedido, o cliente é inesperadamente confrontado com custos de entrega ocultos e condições pouco amigáveis para o cliente para devolver os itens comprados. Se você prefere ver seus clientes indo para a concorrência, você deve continuar a fazê-lo. Melhor é: informações honestas e consistentes e transparência 100% sobre custos de entrega e condições de garantia e devolução.

  1. Informações incompletas e/ou incorretas do produto

Informações perfeitas sobre o produto otimizam a jornada do cliente e aumentam a taxa de conversão. Além disso, as informações sobre o produto ajudam a reduzir devoluções dispendiosas. No entanto, muitas lojas virtuais não tiveram essa parte essencial da experiência do cliente em ordem no ano passado. Muitos desvios também são identificados nas informações de produtos dos players omnichannel. Isso custa aos clientes. Uma pena, porque existe uma solução eficaz para isso: a implementação de um Sistema de Informação do Produto (PIM).

Se for até EcommerceResult, 2020 será um ano sem erros de Ecommerce para você!

Até agora, os 7 erros de erro Ecommerce mais comuns de 2019. Moral da história: a concorrência é grande demais para pagar um desses erros e a solução geralmente é menos complicada do que você pensa. Prepare-se para o novo ano. Quer um pontapé inicial? Marque uma consulta.