REPLATAFORMAÇÃO DO LIVRO BRANCO

Leia nosso whitepaper sobre re-plataforma da Ecom porque…..

✔  você está procurando informações independentes sobre a re-plataforma Ecommerce
✔  você deseja investigar se realmente precisa de uma nova plataforma Ecommerce
✔  você deseja testar todas as belas histórias dos fornecedores da plataforma Ecommerce e da loja virtual
✔  você está procurando conselhos e ajuda para fazer a escolha certa
✔  você não quer cometer erros ou gastar muito dinheiro

Por que re-plataforma e como você aborda isso?

Este white paper explica o que é a re-plataforma no Ecommerce, por que é importante e, em alguns casos, até inevitável, e como você pode trabalhar para uma operação bem-sucedida. Re-platforming é um projeto desafiador que afeta profundamente o seu e-business. Em todos os seus aspectos. Nos processos de negócios, no potencial de rotatividade e na forma como seus clientes vivenciam sua marca. É drástico e requer um investimento sério em dinheiro, esforço e perseverança. Dito isso, vamos acrescentar: a re-plataforma oferece a oportunidade de realmente inovar, de obter ganhos de eficiência. Você abre o caminho para um maior crescimento e estabelece as bases para uma infraestrutura Ecommerce preparada para o futuro e sucessos sustentáveis.

Conteúdo deste papel:
1. Re-plataforma – um passo lógico na evolução do Ecommerce
– Não deixe a tecnologia atrapalhar o crescimento
– Migrar? Foco nos benefícios
2. Por que re-plataforma e quando?
– Argumentos urgentes para re-plataforma
– Argumentos não urgentes, mas relevantes
– Outsourcing = mais foco em marketing e vendas
3. Saiba o que você quer
4. Análise de suprimentos e escolha de fornecedores
– Código aberto, SaaS ou Open SaaS
– As melhores soluções
– Foco em funcionalidades relevantes e preparadas para o futuro
- Certo na primeira vez
5. Aconselhamento e suporte para re-plataforma
- Deve caber
– Assessoria independente

1. A mudança de plataforma é um passo lógico na evolução da Ecom

A Ecommerce iniciou uma revolução no mundo do varejo e atacado, mas agora está em um estado permanente de rápida evolução. As tecnologias online estão mudando na velocidade da luz. Como empreendedor Ecommerce, você tem que participar das mudanças mais importantes, goste ou não.
Isso é um grande desafio. Como você distingue os hypes das tendências, como você se mantém informado sobre as atualizações relevantes? Quanto mais complexo for seu site, loja ou aplicativo, maior será o desafio. Qualquer site que se concentre em Ecommerce, atacado, marca ou varejo, é complexo por definição. Dada a concorrência, você não pode deixar de analisar se a plataforma em que você está executando ainda faz o que você deseja. Afinal, muita coisa mudou desde que você começou. Na velocidade da luz.

A questão-chave é: minha plataforma atual atende aos altos padrões Ecommerce atuais em termos de eficiência, funcionalidade, conectividade, segurança e experiência do cliente? Sete em cada dez empresas não estão atualizadas! Não deixe a tecnologia atrapalhar o crescimento. As chances são de que você chegará à conclusão de que as coisas precisam ser feitas de forma diferente. Que sua plataforma atual não pode lidar com novas funções ou apenas com dificuldade. Isso não é surpreendente, porque nos anos pioneiros havia apenas plataformas padrão no mercado, que forneciam as funções básicas. Como resultado, há uma chance de que a tecnologia comece a atrapalhar o sucesso e o crescimento.

Migrar? Foque nos benefícios
Muitas vezes, apenas o pensamento de mudar de plataforma é assustador. Porque a re-plataforma – migrar para uma plataforma Ecommerce específica que atende aos requisitos e é à prova de futuro – afeta tudo e todos em sua organização. O impacto da re-plataforma não deve ser subestimado. Você precisa deixar de lado as rotinas e garantir que todos em sua organização estejam por trás dos objetivos. No entanto, com a abordagem correta, a re-plataforma é viável.

2. Por que re-plataforma e quando?

As razões para migrar sua loja virtual para uma nova plataforma sob medida podem ser diversas. O motivo principal é que sua infraestrutura existente está desatualizada e não oferece o que você gostaria que ela oferecesse. Além disso, a terceirização da tecnologia e o caro suporte de TI associado são um motivo importante. Isso não diz nada sobre o impulso. Distingamos, portanto, entre razões 'urgentes' e 'relevantes'.

Argumentos urgentes para re-plataforma:
Se você deseja acompanhar a concorrência, precisa de uma plataforma atualizada. Com certos sinais, você nem deve hesitar, por mais drástica que possa parecer uma migração. A ação é necessária se:
– a tecnologia o decepciona com muita frequência e inesperadamente;
– o volume de negócios da sua loja virtual já não cresce ou até diminui;
– você não controla os protocolos de segurança e privacidade de forma rápida e adequada e corre o risco de não cumprir totalmente a legislação do AVG;
– os custos de manutenção e gestão continuam a aumentar;
– seu site tem um tempo de carregamento muito longo e as funções de resposta ao cliente são muito lentas;
– não está claro se sua plataforma atual receberá suporte suficiente a longo prazo na forma de, entre outras coisas, atualizações adequadas.

Outros argumentos não urgentes, mas relevantes:
Em um ou mais dos pontos acima, o atraso é realmente irresponsável. Há também argumentos 'mais suaves'. Estas prendem-se sobretudo com o empreendedorismo, a ambição, o olhar para o futuro, o aumento da competitividade e a geração de mais volume de negócios.
- Você cresceu fora do seu casaco
Seu e-business está indo muito além das expectativas e você cresceu mais rápido do que pensava ser possível. Na verdade, você perdeu o seu casaco e sua infraestrutura está rangendo e rangendo. Uma razão positiva para se orientar em um switch, para que você possa crescer ainda mais. Por exemplo internacional.
– Novas funcionalidades
Ecommerce superou sua infância. Para fazer negócios de forma eficiente, confiável, profissional e orientada para o cliente, você precisa de muito mais funcionalidades do que nos primeiros anos. Pense em opções de pesquisa e seleção, recomendações de produtos gerais e específicas do cliente, conteúdo personalizado e assim por diante. Se a diferença entre os recursos que você oferece e os que seus concorrentes oferecem for muito grande, você rapidamente perde terreno. A re-plataforma fecha essa lacuna e torna seu e-business à prova de futuro.
- Problemas de relacionamento
Seu fornecedor/provedor de serviços de TI e seu e-business parecem estar se distanciando. Metas e soluções correspondem cada vez menos, as faturas não são transparentes, as pessoas tentam te empurrar em uma determinada direção. A re-plataforma oferece a você a oportunidade de entrar em um novo relacionamento de fornecedor sustentável com base em suas percepções atuais.
– Estratégia de integração / omnicanal
Sua plataforma existente atende aos requisitos técnicos de uma estratégia omnicanal? Você consegue criar rapidamente as conexões desejadas e necessárias e é possível a integração com a tecnologia das plataformas parceiras (fornecedores, revendedores, etc.)? Há apenas uma resposta para a menor dúvida: re-plataforma.
- Tábua limpa
Desde que você começou, você provavelmente adaptou e aperfeiçoou sua loja virtual muitas vezes. Chegará um momento em que o rack desaparecerá e você terá que perceber que todas essas mudanças e adições não beneficiaram a aparência e a facilidade de uso do seu site. Quão bom pode ser começar tudo do zero? Não mais 'renovação' e 'ampliação', mas uma construção completamente nova, com espaço suficiente para expandir. Em um ambiente que facilite ao máximo a jornada do cliente e permita que você se concentre em marketing e vendas em vez de tecnologia.

Outsourcing = mais foco em marketing e vendas:
A mudança de plataforma é a oportunidade perfeita para passar do desenvolvimento e suporte de TI 'internos' para 'TI fora da porta'. Ao terceirizar o gerenciamento e a manutenção de sua plataforma para um profissional, você reduz a pressão sobre a organização interna, economiza consideravelmente nos custos a longo prazo e permanece flexível e ágil. A segurança é melhor organizada do que você pode fazer sozinho, as atualizações são realizadas automaticamente, você pode estender as funcionalidades existentes e adicionar novas a qualquer momento. A terceirização dos processos operacionais e de infraestrutura resulta em mais foco em marketing e vendas.

3. Saiba o que você quer

Ok, você está convencido. Você vai dar o passo. Mas como você começa? Você conhece melhor o negócio e os pontos fortes e fracos da infraestrutura existente. Mapeie isso. Escolher uma nova plataforma, com o novo fornecedor/host/provedor de serviço/parceiro (preencha o espaço em branco) que está inextricavelmente ligado a ela, é muito trabalhoso. Não deixe nada te enganar. Você sabe o que quer. Traduza isso em demandas difíceis que você coloca em sua nova plataforma e parceiro.
– Analise os pontos fortes e fracos de sua infraestrutura atual e os custos que estão direta e principalmente indiretamente relacionados a ela.
– Prepare um pacote detalhado de requisitos, que descreva claramente os requisitos mínimos (MVP) de sua nova plataforma Ecommerce. Certifique-se de que seu novo fornecedor/fornecedor trabalhe com a tecnologia mais recente e que haja um roteiro contínuo para desenvolvimento adicional.
– Esclarecer quais funcionalidades têm um status “must”, “should have” ou “nice”. Forneça “histórias de usuário” bem escritas para registrar claramente como as funcionalidades devem funcionar. E registre quais funcionalidades se enquadram na fase “como estão” e quais serão entregues adicionalmente. Isso permite que você faça a entrega de forma adequada, porque ninguém quer ver uma nova loja virtual com menos funcionalidades do que a versão antiga.
– Observe atentamente seus processos internos. Não se pergunte antecipadamente qual plataforma é ideal para isso, mas escolha a plataforma que esteja cem por cento alinhada com sua visão e ambições empresariais e ajuste os processos de acordo, se necessário. Isso geralmente leva a ganhos de eficiência interessantes e economia de custos.
– Vá para o longo prazo. Em outras palavras: garantir uma solução escalável com certezas para maior desenvolvimento, atualizações, conectividade, internacionalização, atendimento e suporte.

4. Análise de suprimentos e seleção de fornecedores

As plataformas Ecommerce se desenvolveram tremendamente nos últimos anos. A gama é ampla, desde soluções de código aberto de aplicação rápida e fácil, como Adobe/Magento, até plataformas flexíveis/modulares baseadas em SaaS, como Shopify, Big Commerce e Salesforce, que você pode personalizar e configurar. Sua escolha de plataforma determinará em grande parte a classe de sua loja virtual e a qualidade da experiência do cliente.

Código aberto ou SaaS:
A vantagem das plataformas de código aberto é que o software geralmente é gratuito para download. A desvantagem é que você não tem controle sobre o desenvolvimento e estabilidade. Mesmo que um desenvolvedor contratado saiba o que está fazendo, em última análise, você não está “no comando”. O design da sua loja virtual está vinculado aos frameworks existentes, você não sabe se e quando novos recursos estarão disponíveis. Também não há garantias sobre atualizações e manutenção no futuro. Você nunca sabe quando seu software não será mais suportado pela comunidade. Você tem que resolver todos os desafios técnicos sozinho. Dentro da indústria Ecommerce (OPEN), as soluções SaaS estão ganhando terreno rapidamente. SaaS (Software-as-a-Service) é baseado no licenciamento e entrega de software pela Internet. Você trabalha em um ambiente de nuvem 'fechado' que é acessível por meio de todos os navegadores da Web comuns, com base em protocolos de acesso. Os benefícios incluem:
– SaaS é executado em um ambiente de hospedagem especializado (você não precisa de seus próprios servidores);
– seu fornecedor é responsável pela segurança, desempenho técnico, manutenção, atualizações e desenvolvimento;
– você recebe apoio profissional durante a implementação e start-up;
– muitas vezes você pode dar ao seu site a aparência desejada;
– você pode escolher uma composição específica de funcionalidades e expandi-la facilmente
– você geralmente tem suporte 24 horas por dia, 7 dias por semana.
– Não há limite de capacidade.

As melhores soluções da raça:
Dependendo dos requisitos técnicos e funcionais, os sistemas de plataforma existentes ou as chamadas soluções 'melhores da categoria' podem ser escolhidas. Ou seja: a fusão personalizada de diferentes softwares/ferramentas em uma plataforma Ecommerce personalizada.

Concentre-se em funcionalidades relevantes e preparadas para o futuro:

O critério mais importante ao comparar e avaliar as plataformas Ecommerce – dentro de seus limites orçamentários, é claro – é: quais funcionalidades são relevantes para o seu e-business. É importante aqui: veja o que as empresas Ecommerce com visão de futuro estão fazendo e como você pode fazê-lo melhor e de forma mais inteligente, e baseie-se em sua estratégia a longo prazo. Veja as ofertas com base em perguntas básicas que determinam seu sucesso atual e futuro.
– Quais recursos eu preciso para oferecer suporte ideal à minha estratégia omnichannel?
– Qual plataforma oferece as melhores opções para uma abordagem personalizada e baseada em dados do cliente (conteúdo dinâmico, diferenciações de clientes e preços, recomendações de produtos etc.)?
– A ênfase deve ser nos recursos B2C ou B2B ou talvez em ambos?
– Até que ponto eu quero ser capaz de fazer ajustes técnicos no front-end?
– O meu negócio é transfronteiriço ou tenho planos de internacionalização?
– A plataforma oferece gerenciamento de informações do produto (PIM) Ferramentas?
– Como desejo configurar meus procedimentos de pedido, distribuição e pagamento?
– Desejo uma personalização adaptada ao meu negócio ou posso usar os recursos existentes?
– E a usabilidade?
– Posso usar futuros sistemas de dados de clientes?
– Posso vincular de forma rápida e fácil outros sistemas, como PIM, ERP e CRM?
– Quais plataformas e fornecedores são adequados à cultura da minha empresa?
– Posso escalar a qualquer momento?

Certo de uma vez
A resposta a essas perguntas determina sua primeira orientação. Claro que você pode adicionar muitas perguntas específicas da empresa. Pense em aspectos como continuidade, segurança, conformidade, privacidade, desejos específicos na área de marketing e vendas e assim por diante. A escolha da plataforma e do fornecedor final é feita sob medida em todos os aspectos e é uma questão de estoque e marcação. Mensagem-chave: faça certo da primeira vez.

5. Aconselhamento e suporte para re-plataforma

Como você escolhe sua plataforma/fornecedor? Aqui também se aplica o seguinte: quais requisitos você define para o desempenho do seu site, o suporte durante a implementação e o serviço e suporte quando o site estiver operacional? Qual linha do tempo você tem em mente? Como você organiza a troca sem estar 'fora do ar' por um momento?
Pelo menos tão importante: deve caber. Você conecta seu empreendedorismo e ambições Ecommerce a um sistema e festa por um longo tempo, então tem que se encaixar. Deve haver um clique entre as culturas e os especialistas (de TI), deve haver confiança, a conectividade com outras partes de sua infraestrutura de TI deve ser máxima. Para retornar ao prefácio que iniciou este artigo: a re-plataforma é uma etapa que afeta profundamente sua organização e operações de negócios. É complicado, caro e demorado. O impacto no seu negócio e na experiência do cliente é enorme. Fornecedores que afirmam que o trabalho é feito em pouco tempo você pode
melhor descartá-lo imediatamente. Não acredite (também) em histórias bonitas!

Consultoria independente
Como consultor independente, a Ecommerce Result oferece expertise e suporte concreto para uma ampla variedade de projetos de Re-platforming. Conhecemos o mercado e os provedores, os sistemas e suas funcionalidades e desempenho, e os desafios atuais do Ecommerce. Com base em mais de vinte anos de experiência, mostramos o que funciona para você e o que não funciona. Mostramos-lhe o caminho na floresta das plataformas Ecommerce.

Oferecemos suporte com, entre outras coisas:
– elaborar um programa de desejos e necessidades com base no seu negócio existente e na estratégia futura;
– mapeamento de processos existentes e opções de melhoria;
– analisar a oferta que corresponde à sua estratégia e fazer uma pré-seleção;
– compor soluções personalizadas 'best-of-breed';
– termos e condições e negociação de contratos com fornecedores;
– realização de um plano de ação e organização eficiente do projeto;
– função de direção e caixa de ressonância durante a implementação.

Ligue ou envie um e-mail para uma reunião introdutória sem compromisso. Então, teremos o prazer de listar as possibilidades e os custos de um processo de consultoria e/ou gerenciamento de re-plataforma para você, sob medida para sua empresa. Em outras partes de nossas páginas Ecommerce, temos uma visão geral das coisas que fazemos. Mostramos a você que o aconselhamento independente sempre se paga!